tramadora_nvek3t

Investig(ações) insurgentes: corpos-sensores por uma política experimental da presença

Ciclo “Habitar as Fronteiras” no Centro de Pesquisa e Formação do SESC-SP. Dias 7 e 14 de abril de 2020. Diante da debilidade existencial intensificada por inúmeros dispositivos de produção de uma vida neoliberal, os encontros convidam ao diálogo pesquisadorxs-praticantes… Continue a ler »Investig(ações) insurgentes: corpos-sensores por uma política experimental da presença

“as elites falam do fim do mundo, nós do fim dos mês”. Notas sobre os Gilets Jaunes

    Frederico Lyra de Carvalho   Nos sábados 17 e 24 de novembro e no 01 de dezembro ocorreram três grandes manifestações na França, todas as três chamadas/encabeças/encarnadas por um novo movimento: o gilets jaunes. Até aqui foi o… Continue a ler »“as elites falam do fim do mundo, nós do fim dos mês”. Notas sobre os Gilets Jaunes

sobreviver ao fim do mundo

sobreviver ao fim do mundo por Leila Saraiva publicado originalmente em: https://www.entranhas.org/titulo/ Tendo a achar que há laços, vidas, conexões que, quando olhamos lá de cima, não conseguimos ver. Diante da destruição contínua operada pelo capitalismo e por essa atual fase… Continue a ler »sobreviver ao fim do mundo

escolas tomadas

Alunas ocupam universidades no Chile para denunciar violência de gênero traduzido por: Bárbara Lopes Com ocupações e greves, estudantes universitárias chilenas estão em uma grande onda de manifestações contra a violência machista e por protocolos contra casos de assédio sexual… Continue a ler »escolas tomadas

A destruição da empatia (e as lágrimas felizes)

por Amador Fernández-Salvater Originalmente publicado em espanhol em: https://www.eldiario.es/interferencias/8M-Patricia_Ramirez-Mame_Mbaye_6_753184690.html Tradução Tática: Alana Moraes, Anne Clio, Graciela Foglia, Henrique Parra É possível ler a conjuntura política não simplesmente como uma disputa entre diferentes grupos pelo poder, mas como um choque entre diferentes… Continue a ler »A destruição da empatia (e as lágrimas felizes)

quando quebra queima, coletivA ocupação: explosão, levante político-artístico e revolução do cotidiano

por: Jean Tible   “quando o parlamento vira um teatro burguês, todos os teatros burgueses devem se transformar em assembleias”, 1968     Ocupação do Teatro do Odéon (16 de maio de 1968)  A ocupação do Teatro do Odéon pelo… Continue a ler »quando quebra queima, coletivA ocupação: explosão, levante político-artístico e revolução do cotidiano

Intervenção e Revolta – Revista PDF

No dia 19 de abril de 2018, na livraria Tapera Taperá, lançamos a publicação impressa “Intervenção e Revolta”, produzida pelo Urucum. Ela agora está disponível no link abaixo. DOWNLOAD PDF => urucum_intervenção_e_revolta